Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Arte e Paixão

24.09.21, Olga Cardoso Pinto
Em dia de abertura da 35a. Exposição Coletiva dos Sócios da CooperativaÁrvore fomos muitos os que partilhamos a paixão pela arte, e com redobradas esperanças que possamos desfrutar de momentos tão especiais como este. Fica o convite para a vossa visita. A exposição estará aberta ao público até dia 30/12 na (...)

Olá Outono

23.09.21, Olga Cardoso Pinto
Despedi-me do Verão com uma certa nostalgia. Findaram-se os longos dias, a temperatura quente e amena, a praia e o mar sereno. Entrei no Outono inspirando-me para coisas boas e fi-lo na melhor companhia e num belo lugar - o Gerês! Haverá melhor para receber a estação das cores quentes, da luz dourada do Sol, dos dias a minguar e o corpo a pedir o conforto da casa, de roupas quentes e refeições reconfortantes? E o Outono recebeu-me de braços abertos, entre a benção da chuva e os (...)

Convite

20.09.21, Olga Cardoso Pinto
Olá Amigas e Amigos, Convido a visitarem a 35ª Exposição de Sócios da Árvore na Fundação Manuel António da Mota (Mercado do Bom Sucesso -Porto), com abertura na próxima sexta-feira dia 24, pelas 15:30h, patente até dia 31 de dezembro. Participo com a minha obra "Esperança/ Hope", terei muito gosto na vossa visita. Bjs💝  

Celebrando

14.09.21, Olga Cardoso Pinto
Meu filho Celebrado em alegria Do meu ventre em agonia Por te ver nascer Assim desejado Moldar-te no crescer Infinitamente amado.   Meu filho Parte de mim arrancada Lançado à terra desbravada Ver-te na encruzilhada percorrer Entre escolhas de caminhos Sentir-te mansamente crescer Dividindo-te em arrojos e carinhos   Meu filho Muito amado és Sempre o serás Meu filho Grata por seres quem és Grata pelo tanto que me dás.   Parabéns Miguel, meu querido filhote 💝🎂💝  

Um ano de Ti

08.09.21, Olga Cardoso Pinto
PERFEITO LUGAR Era uma vez um lugar Sem tempo nem idade Não era uma aldeia, vila ou cidade Era um cantinho perfeito De rufar constante e prazenteiro Onde se enleavam os sentimentos como flores num canteiro Germinavam sem defeito Num perfeito voltear Brotavam dele os carinhos, a felicidade e o amar Nesse peito pequenino, nesse perfeito lugar guardas a semente do teu sentir e emoção, Beijo-o pela minha alma que a tua vai tocar Onde bate perfeito e compassado o teu doce coração.   Para (...)

O Mar também canta

07.09.21, Olga Cardoso Pinto
Canção do Mar Fui bailar no meu batel Além do mar cruel E o mar bramindo Diz que eu fui roubar A luz sem par Do teu olhar tão lindo Vem saber se o mar terá razão Vem cá ver bailar meu coração Se eu bailar no meu batel Não vou ao mar cruel E nem lhe digo aonde eu fui cantar Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo Vem saber se o mar terá razão Vem cá ver bailar meu coração Se eu bailar no meu batel Não vou ao mar cruel E nem lhe digo aonde eu fui cantar Sorrir, bailar, viver, (...)

Refrescar

02.09.21, Olga Cardoso Pinto
E cá está Setembro, que se divide em verão e outono, o mês dos recomeços (para alguns), de novos projetos (para outros), de celebrações, de férias tardias que sabem tão bem... Por aqui, decidi refrescar o banner do blog. Foram dois projetos que fiz e após algumas hesitações, decidi-me por este. É uma mantinha de retalhos de algumas ilustrações que fui fazendo recentemente. Tem muito significado para mim, como aliás todos os desenhos e escritas que das minhas mãos (e (...)