Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Ponto a Ponto se une um Conto

Histórias de uma Árvore - 1º capítulo

28.11.19, Olga Cardoso Pinto
Hoje inicio a publicação do conto Histórias de uma Árvore. Como já devem ter reparado gosto muito dos temas relacionados com a Natureza, ela permite-nos essa liberdade, essa serenidade e esses reencontros connosco que tanto desejamos. Inspiro-me  e tento trazer um pouco daquelas sensações que sinto ao emergir nela nas minhas caminhadas, baseando-me nas tradições e nos contos populares. Para além da escrita também gosto de ilustrar todo este mundo imaginário onde decorrem (...)

Hoje não há sol...

16.10.19, Olga Cardoso Pinto
Pois é...o outono está aí! Chuvinha não falta acompanhada pelo forte vento! Como diz a frase (tão batida) - uma imagem vale mais que mil palavras, aqui ficam os votos de... Apesar de hoje não haver sol!

Expressões

17.09.19, Olga Cardoso Pinto
O desenho e a pintura sempre fizeram parte mim, através deles exprimo os meus pensamentos, as minhas paixões, sentimentos e ideias. Tal como a escrita, são o veículo para me sentir realizada e oferecer aos outros outras perspetivas sobre o que nos rodeia. Aqui ficam desenhos para os estudos anatómicos dos olhos, nariz e boca.      

Pelo Ambiente e por Nós

05.06.19, Olga Cardoso Pinto
Hoje é Dia Mundial do Ambiente!  Este dia foi criado pela iniciativa da ONU em 1972 com o objetivo de incentivar a consciência e ação para proteger o meio ambiente. Para 2019 o tema é a poluição do ar. Joyce Msuya, diretora-executiva interina da ONU para o Meio Ambiente, declarou face ao país anfitrião ser a China que a “poluição do ar é um desafio global e urgente que afeta a todos. A China irá, agora, liderar o impulso e estimular a ação global para salvar milhões (...)

Dia Mundial da Poesia

21.03.19, Olga Cardoso Pinto
    Retrato Vivo   Em tom sépia, captado no tempo Ficou gravado aquele momento   A imagem relumbra, embora sem cor, Pois vem do seu sorriso aquele esplendor, Nesta sépia monocromia tão cheia de amor!   Repousa plácido e sereno, o pequeno broto desta árvore repululada Que num vagido forte e estridente, assim se fez anunciada   E pelas mãos do semeador,  Em tom sépia, captado no tempo, Ficou gravado aquele momento Embora monocromático, mas fúlgido verdor!   Ilustração digital (...)