Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Saborear o momento

29.01.24, Olga Cardoso Pinto
    O bom tempo atrai-nos. Leva-nos a sair, a explorar, a perdermo-nos por aí, para olharmos as flores que despontam numa urgência em aproveitar o sol e a temperatura amena. Desafia-nos a calcorrear caminhos, sejam eles desvendados ou conhecidos, num vislumbre de uma epifania. Somos como os gatos que aproveitam para se espreguiçarem languidamente ao sol de primavera, deixando-se ficar adormecidos em adoráveis poses. Somos como as abelhas que, sentindo o odor deliciosamente (...)

Fotos do meu álbum

12.01.24, Olga Cardoso Pinto
    Caminho líquido, Onde deixo mergulhar a imaginação, de tempos idos, de uma recordação. De uma recordação de quem fui, de quem hoje sou. A inspiração nasce e flui numa braçada, de mergulho profundo até às profundezas da divagação. Neste texto corrido, divago em poesia, conto de memória esta emoção, esta alegria. Um momento singular de estar contigo, sem tempo nem lugar, apenas te desfrutar, te sentir, ser amigo. Levei comigo as almas de quem já voou, numa (...)

Ano Novo

04.01.24, Olga Cardoso Pinto
💝 Que o sol radioso entre nas nossas vidas Que o verde intenso invada  os nossos dias Que o azul do céu seja a nossa ambição  Para um novo ano pleno em alegria   Bom ano de 2024 💝    

Recomeçar

Microconto

27.12.23, Olga Cardoso Pinto
    Subia a ladeira, cansado, sem fôlego, as pernas já não tinham a mesma força de outrora. O velho parou para recuperar energias. Mirou lá do alto o mundo, todo ele repleto de humanos e tão pouca humanidade. Viu a destruição, a fome e a guerra, a natureza devastada, a exploração desenfreada dos seus recursos, a biodiversidade alterada, as crianças subjugadas sem futuro...Baixou os braços, derrotado. No início, pensara que seria ele a fazer a diferença, como estava (...)

Natal ´23

22.12.23, Olga Cardoso Pinto
    Votos de Feliz Natal para todos que visitam este cantinho. Que seja um Natal com muita sáude, alegria, desfrutado em família, em boa companhia, cheio de sinceros sentimentos de paz e carinho. O meu abraço para todos vós e obrigada por mais um Natal partilhado convosco.    

O Presépio

Contos de Natal 2023

18.12.23, Olga Cardoso Pinto
  O Presépio   A cidade enfeitava-se de luzes e decorações natalícias. As montras das lojas exibiam os melhores enfeites, sugestões de presentes, cor e alegria. Doces e iguarias compunham o mostruário das mais finas pastelarias, oferecendo-se à avidez dos transeuntes. Os pequenos olhos engoliam tanta luz, cor, aromas e desejos de brincadeira. Agarrada à mão da colega, lá ia sendo arrastada para o teatro que se exibia ao fundo da rua, todos de mãozinhas dadas como um (...)

Ruralidades

12.09.23, Olga Cardoso Pinto
  Ruralidades registadas por uma moça da cidade, que se encanta com tudo no campo...mas o verde! Ah, o verde. O mar de verde que se estende até se desvanecer na bruma. O verde das árvores antigas, das leiras, das hortas, dos jardins aprumados, da vinha que reluz ao sol... A luz no verde das serras é diferente. Há jogos de luz e sombra que brincam nas diferentes horas do dia. Até as ervas e as plantas mais comuns se enfeitam, para deixarem os lugares embelezados e resplandecentes. (...)