Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Nossa Língua

05.05.22, Olga Cardoso Pinto

Green Cocktail Divorced Party Invitation.png

Hoje é o Dia Internacional da Língua Portuguesa.
A nossa Língua será das mais ricas do mundo, contendo tantas influências e heranças ao longo dos séculos que nos tornaram um povo tão cosmopolita. Temos tantas palavras de todas as línguas que se tornaram nesta nossa forma bela, rica e trabalhada de comunicar.
Não há como a Língua Portuguesa para vociferar, insultar ou gracejar através de locuções atiradas aos tropeções pela boca, que não se deixam embrulhar em meias palavras. Não há como a nossa Língua para escrever belos textos, canções, descrições, elogios, poemas e dissertações. É uma Língua tão rica que se pode escrever a mesma frase de variadíssimas formas.
A Língua Portuguesa é um rendilhado fino, torneado em jeito de filigrana que se ajeita em prosa ou em versos, que se inventa como a saudade, como as variações nos dialetos e regionalismos que enfeitam este país de norte a sul, e em países distantes que a tomaram também como sua, enriquecendo-a com embelezamentos luminosos e coloridos. Não há como a Língua Portuguesa para adoçar a boca com meiguices de palavras e frases aconchegadas em cada enrolar da língua.

É bom falar em Português, escrever em Português, ler em Português, cantar em Português, declamar em Português.

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.