Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A penca para a sopa

30.11.20, Olga Cardoso Pinto

43691394-6422-49BC-88C2-B81BDF7D8974.jpeg

DA355122-19D5-4C5D-AC19-BDE213DC9C89.jpeg

Na hora de fazer o jantar podem acontecer coisas interessantes! Verdade...não acreditam? Fazem mal. Há toda uma realidade alternativa digna de ser retratada. Não preciso de ir em viagem, nem caminhadas inspiradoras, basta pegar nos legumes para a sopa, em especial na penca. Não era uma penca qualquer, era a penca do lavrador, sem aditivos e sem químicos, cuidada e mimada como todo o legume deve ser. Assim mimada cresceu tenra e verdinha, abrigando nas suas folhas e no seu robusto talo simpáticos inquilinos. Ao limpá-la sob a corrente de água fresca oriunda da torneira, vislumbrei o resultado (e bem avultado) do que fora uma farta refeição de gastrópode. Com cuidado, manuseei-a e dei de caras com estes "manos" fotogénicos que se prestaram para a reportagem! Foi um encontro muito especial. Agora vivem num bonito vaso, com uma excelente vista e comidinha sempre ao dispôr.

Muita vida se passa numa penca!

Boa semana

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.