Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A planta dos corações

14.02.20, Olga Cardoso Pinto

vanlentim1.jpg

Quase de mãos dadas, o apaixonado par semeou a planta pequena, franzina, carente de constante afeto. Ela foi crescendo naquele amor extremo, onde não faltava o líquido essencial e a energia da luz. Todos os anos dela germinavam uns botões pequeninos, vermelhinhos, reluzentes, e ao longo do ano cresciam, envoltos naqueles cuidados mimados e carinhosos. Invariavelmente, no dia catorze de fevereiro as flores abriam as pétalas resplandecentes, como duas asas e com a ajuda do vento partiam sopradas com delicadeza, unindo-se assim a tantas outras que envolviam o céu de um escarlate vibrante e radioso. Nesta demanda colorida, espalhavam as sementes para que outros pares as semeassem no ano seguinte numa renovada prova de amor.

17 comentários

Comentar post