Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Dia da Mãe

05.05.19, Olga Cardoso Pinto

dia da mãe.jpg

 

As Mãos de minha Mãe

 

As Mãos de minha Mãe são pequenas, mas fortes

Amparam-me na vida como dois suportes.

 

As Mãos de minha Mãe são o mapa da vida

Da tristeza passada,

Da alegria perdida.

 

As Mãos de minha Mãe são um livro aberto,

Da pujança perdida,

Do alimento incerto.

 

Mãos que se abrem para segurar

O bebé trémulo que aprende a andar.

 

Mãos que se abrem para consolar,

Dando-nos forças para continuar.

 

Mãos que se abrem para prevenir

Uma advertência que está para vir.

 

Mãos que brincam, que consolam, que afagam…

Lembranças bonitas que nunca se apagam.

 

São os livros mais belos que o mundo tem,

Que marcam a sua vida e a nossa também.

 

Para recordar a nossa existência

Olhemos para as mãos da nossa Mãe

Mãos cheias de paciência!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.