Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Dia do Pai

Poema ao meu Companheiro

19.03.20, Olga Cardoso Pinto

composição sentimental_LI.jpg

És a seiva que corre nesta árvore onde se fortaleceram os frutos,
das flores desabrochadas em tempo de Primavera
És o sangue, força, tempestade e doçura
Minha e sempre querida Quimera

És a raiz que me prende, que me entrelaça e segura,
num tempo por vezes incerto,
umas vezes feliz e quente
outras de aconchegante ternura

És de família, legítimo e espiritual
Homem, criador e educador
Amoroso, sincero e temperamental
PAI por vontade e por AMOR!

 

Obrigada por seres o Pai dos nossos filhos

Na lembrança e no coração, o meu querido Pai. Quanta saudade pela tua presença e pelas nossas conversas...

Também em memória pela avó Ana que celebrava hoje o seu aniversário, foi com ela que ganhei o gosto de contar histórias...

A todos os Pais presentes e em memória daqueles que estão no coração dos filhos e companheiras

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.