Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Encontros, livros e conversas

30.09.21, Olga Cardoso Pinto

I Encontro Booktubers da Maia.png

No passado sábado, dia 25 de setembro, realizou-se o 1º Encontro de Booktubers da Maia. Evento organizado pela Comunidade de Leitores da Biblioteca Municipal da Maia, no ano em que celebra o seu décimo quinto aniversário.
O objetivo deste primeiro Encontro foi situar o livro nos novos contextos de leitura, partilhas e divulgação, não esquecendo também a publicação, sendo as plataformas digitais impulsionadoras para novos leitores e novas formas de comunicar o livro.


Os três temas abordados tiveram convidados que partilharam experiências e informação,  sob a condução da entrevista de Jorge Silva, coordenador da Comunidade de Leitores da Biblioteca Municipal da Maia.

O tema "Booktube e bookstagram: a leitura já não é um ato solitário" com a participação de Literacidades de Álvaro Cúria e Ludgero Cardoso e Silvéria Miranda


"Um novo mundo para editores e escritores" foi o segundo tema explorado, sendo entrevistados João Gonçalves da Cultura Editora, Eduardo Pires Coelho (Escritor) e Sérgio Almeida (Jornalista/Escritor).


E como último tema "A importância das redes sociais na promoção da leitura", participando Ana Lopes de O sabor dos meus livros, Silvéria Miranda e Rui Pinto Ferreira

Como os livros foram a personagem principal deste evento, contámos agradavelmente com a apresentação de duas obras e seus respetivos escritores - Sérgio Almeida autor de “A Arte do Nada”, e Eduardo Pires Coelho autor de “Taprobana”.

 

Apreciei o encontro e o conteúdo, o empenho de jovens na divulgação da leitura nas novas plataformas digitais, o interesse e dedicação na organização de eventos que promovam a cultura. Da minha parte, senti a falta da abordagem aos blogs e a quem diariamente os escreve, seja para partilhar ideias, opinar sobre variados temas, poemas, leituras e sentimentos. Os blogs ainda têm muita vida e qualidade, alheios à sofreguidão do consumo rápido e imediato das palavras e leituras, ainda se escreve e lê devagar, saboreando cada compasso de escrita e ondular das letras; ainda se cria,  pensa,  divaga e se fazem muitas amizades à roda das letras.

 

Bjs

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.