Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Leituras oferecidas

Contos III - Histórias de Uma Árvore

02.04.20, Olga Cardoso Pinto

A Natureza é uma imensa fonte de inspiração. Como ela me faz falta agora! Ficar em casa não é difícil, difícil é não poder caminhar pelas veredas verdejantes nestes tempos de Primavera, difícil é não poder sentir o odor a húmus, o adocicado perfume das árvores, das flores novas e das folhas, de ouvir a passarada numa cacofonia incessante. Embora possa caminhar perto de casa, que se situa na fronteira entre a cidade e a aldeia, o embrenhar-me na floresta, pelos caminhos estreitos perto de levadas e riachos é que me é difícil superar. Vai-me valendo a escrita sobre tudo isto que ainda está lá, incólume, à espera, à minha espera para que possa voltar a fazer e a contar histórias sobre Ela.

Aqui fica, em jeito de lembrança, o conto Histórias de Uma Árvore. Esta árvore existe, é um velho freixo que, segundo registo validados, parece ter mais de seiscentos anos, situada numa antigo campo santo em frente à Igreja de Vermoim, na Maia.

freixo e menina5.jpg

Histórias de Uma Árvore

Uma árvore centenária inspirou esta história que é um tributo às árvores, elas que tanto representam para a humanidade e que tão mal-tratadas são por ela.

Como a amizade e o respeito entre o velho Freixo e uma criança podem interferir na vida de uma comunidade. Um conto onde a inocência e a sabedoria unem dois seres tão diferentes em aspeto, mas tão parecidos em sentimentos e vontades.

 

Ler o conto Histórias de Uma Árvore

-1º episódio

- 2º episódio

- 3º episódio

Boa leitura 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.