Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

O Mar também canta

07.09.21, Olga Cardoso Pinto

canção do mar.jpg

Canção do Mar

Fui bailar no meu batel
Além do mar cruel
E o mar bramindo
Diz que eu fui roubar
A luz sem par
Do teu olhar tão lindo

Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração

Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo

Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração

Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo

Música: Ferrer Trindade / Letra (poema): Frederico de Brito

 

A poesia da letra ganhou vida pela linda voz de Dulce Pontes, podem desfrutar ouvindo aqui

 

Foto: Praia da Agudela

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.