Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Abelhas e abelhinhas

28.10.21, Olga Cardoso Pinto
AS ABELHAS A abelha-mestra E as abelhinhas Estão todas prontinhas Para ir para a festa Num zune que zune Lá vão pro jardim Brincar com a cravina Valsar com o jasmim Da rosa pro cravo Do cravo pra rosa Da rosa pro favo E de volta pra rosa Venham ver como dão mel As abelhas do céu Venham ver como dão mel As abelhas do céu A abelha-rainha Está sempre cansada Engorda a pancinha E não faz mais nada Num zune que zune Lá vão pro jardim Brincar com a cravina Valsar com o jasmim Da (...)

O nascimento da "Esperança"

O processo de ilustrar

21.10.21, Olga Cardoso Pinto
O processo de uma ilustração até ao seu aspeto final e conclusão envolve inspiração, planeamento, dedicação e por vezes descartar e voltar a fazer.  Esperança/Hope é um misto de sentimentos, ideias e mensagens. Esta minha ilustração digital levou pelo menos um mês até ficar concluída. Foi impressa em papel glicée, com as dimensões 1,50mx1,00m. Pode conhecê-la visitando a 35ª Exposição de Sócios da Cooperativa Árvore (...)

Desafio Arte e Inspiração

Semana 6

20.10.21, Olga Cardoso Pinto
  O Assobiador queda-se na sua imponente presença, alheio ao girar do mundo, às maldades do Homem, às alegrias da evolução da Humanidade. Vive ali há 238 anos, plantado pela mão de gente, ou patinhas de bicho ou quiçá pela vontade divina. Sacode ao vento a sua cabeleira de folhas frescas que se enfeitam de frutos generosos. O seu casaco dá-lhe a altivez majestosa de um Senhor centenário, galardoado entre outros de aparência semelhante. Os seus enormes ramos estendem-se ao (...)

Pais de Anjos

Dia para a Sensibilização da Perda Gestacional e Morte Neonatal

15.10.21, Olga Cardoso Pinto
    Como descrever um sentimento que é um misto de perda, de dor por alguém que nunca chegou a nascer? Foste um Ser, um Filho, agora Anjo. Um Filho gerado em amor, sem ter nome, colo ou funeral? Apenas um adeus, um vazio, uma saudade, uma memória que guardo em ecografias amarelecidas e testes de gravidez com data. Dou graças pelos filhos, os teus irmãos, agora homens e, no entanto, a tristeza de não estares aqui fisicamente, só na recordação do bater compassado do teu (...)

Caminhadas inspiradoras

Gerês: Trilho da Águia do Sarilhão

13.10.21, Olga Cardoso Pinto
O fim de semana foi por terras do Gerês, participando no 8º Festival de Caminhadas 2021 promovido pela Associação Viver Turismo do Gerês. Este trilho de 9km, foi uma descoberta fantástica de lugares recônditos e inesquecíveis para desanuviar corpo e mente, pela superação e convívio.   Grata pela oportunidade, pela companhia, pelas amizades criadas e um agradecimento especial aos guias, Pedro e Diana, pelo seu cuidado e carinho. Tal como a organização referiu foi mesmo "uma (...)

Escrita ficcionada

08.10.21, Olga Cardoso Pinto
  "No consultório, o sol espraiava-se radioso pela janela, alongando os seus raios pelas paredes brancas, esgueirando-se pelas sombras do mobiliário e brincando com o reflexo da jarra de orquídeas sobre a mesa.      Júlia entrou e cumprimentou os pais, evitava olhá-los nos olhos, sentia-se constrangida, nada habitual em si. Era o momento, a situação e a tragédia que ela via espelhada na tela de uma realidade surreal. Desceu as persianas e sentou-se de costas para o quadro (...)

Caminhadas inspiradoras

Cavalum wild trails

07.10.21, Olga Cardoso Pinto
"Mantenha-se no trilho, mas prossiga explorando"   Foto: trilhos do Rio Cavalum, Penafiel Estes caminhos estão a ser reencontrados, graças ao carinho e empenho de jovens e amigos que se associaram para preservar e conservar os belos caminhos ao longo do rio Cavalum.   Para quem gosta de caminhar em plena Natureza conheça o grupo Cavalum aqui no Facebook.    

Outubro em Outono

01.10.21, Olga Cardoso Pinto
No caminho atapetado, iluminado pelos tons envelhecidos, restolharam as folhas. Setembro findara, não sem antes preparar a chegada do Outono que chegaria em força em Outubro. A brisa fria soprou de manso fazendo esvoaçar os longos cabelos fulvos, como um beijo de boas-vindas. Parou olhando em volta, a cada olhar seu cada árvore, arbusto e giesta ganhava o viço do amarelo, do ocre e do laranja, num cambiante de tons ricos e de cheiros refrescados pelo orvalho da matina. Pendentes, (...)