Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Bordados de Amor

15.04.21, Olga Cardoso Pinto
  Tecedeira   Sinto a chuva no rosto Numa felicidade sem fim Rasgo penas de desgosto Voando procurando por mim   Lavo a alma atormentada Sem condição para a condenar Sinto-me na leveza enlevada Nesta vontade de criar   Bordo em fios bem delgados Teço destinos irreais Encontro mistérios guardados Envolvendo-me em bordados magistrais   Sei quem fui, o que sou Sem tormentas nem dor Sou aquela quem bordou Todos os versos de amor   Imagem: Lenço dos Namorados - Vila Verde  

Branco

Desafio Caixa de Lápis de Cor

14.04.21, Olga Cardoso Pinto
Este desafio termina hoje com a cor branca. Recordo que foi criado pela amiga Fátima Bento, do blog Porque Eu Posso, e que tem feito correr tanta escrita!  Como gosto de casas antigas, sobretudo aquelas que ficaram esquecidas pelo tempo, hoje escrevo sobre uma muito especial.      Perdeste a tua altivez granítica, hoje és senhora decrépita lamentando os anos que por ti passam. As memórias do tempo (...)

Castanho-escuro

Desafio Caixa de Lápis de Cor

07.04.21, Olga Cardoso Pinto
Para terminar este desafio Caixa de Lápis de Cor, criado pela Fátima Bento, aqui fica o meu texto subordinada à cor castanho-escuro. E como não referir algo que gosto tanto? O café!   CAFÉ Pela manhã fazes-me acordar para o dia, despertas-me os sentidos e a criatividade. Só no primeiro trago sinto a macieza do teu conforto, o teu amargor cortado pelo açúcar amarelo eleva-me o espírito. E assim (...)

O Livro e a Criança

02.04.21, Olga Cardoso Pinto
Hoje celebra-se o Dia Internacional do Livro Infantil, lembra-nos como é importante a leitura na infância. Ler para a criança que ainda não o sabe fazer abre-lhe horizontes imensos, ajuda à concentração e à imaginação, condições cruciais para se desenvolverem harmoniosamente. Depois da aprendizagem da leitura, a criança vai querer escolher os seus livros, aprendendo a apreciar os vários géneros. Quem gosta de ler na vida adulta foi uma criança motivada para literatura.  E (...)

Vermelho

Desafio Caixa de Lápis de Cor

31.03.21, Olga Cardoso Pinto
Mais um desafio Caixa de Lápis de Cor, criado pela Fátima Bento, do blog Porque Eu Posso.  A cor de hoje é o vermelho. Ai, quanto eu teria para escrever sobre o vermelho! É uma das minhas cores favoritas, e como o vermelho é a cor do amor e da paixão aqui fica a minha paixão por sapatos vermelhos e o amor pela minha netinha.   Os Sapatinhos da Benedita Tão bonitos, assim os vi na montra, a (...)

Despojos de uma vida

26.03.21, Olga Cardoso Pinto
Ali ficou como um esqueleto, sem vida, sem cor, sem amor Esquecida da luz que a aquecia por dias, por tempos, por momentos A frieza do silêncio e da pedra, abandonada, enfraquecida, esboroada Envolta em mistério da identidade de quem fora, em desbotada existência Abraçada somente pela verdura, pelo caminho que a instiga a resistir A lutar contra os elementos, destemida senhora de pedra, poder em latência Que saúdas o tempo, temerária guerreira, insistindo em subsistir   Música (...)

Verde-Claro

Desafio Caixa de Lápis de Cor

24.03.21, Olga Cardoso Pinto
Hoje participo no Desafio Caixa de Lápis de Cor, criado pela Fátima Bento, do blog Porque Eu Posso.  A cor sugerida é o Verde-Claro, e aqui está a minha contribuição para esta caixa já tão rica em belas e criativas participações. Espero estar à altura do desafio. Obrigada querida Fátima por me fazeres sentir bem-vinda.   Dum ovinho pequenino, não nasce só um passarinho Nasce alguém (...)

Dia Mundial da Poesia

21.03.21, Olga Cardoso Pinto
  A Poesia é a mãe de todas as manifestações artísticas. Gerou e alimentou toda a arte na qual deixamos voar os nossos sentimentos. É a expressão mais bela que um Ser Humano pode manifestar.   "Poesia a língua materna da Humanidade" José Fanha    

Dia do Pai

19.03.21, Olga Cardoso Pinto
"O meu Pai é a minha bússola, o meu mestre e confidente" Dedico esta ilustração ao meu marido e companheiro, Pai maravilhoso, ao Miguel que este ano celebra o seu primeiro Dia do Pai. A todos os Papás da minha família e aos Pais que já partiram, ficam as memórias celebradas hoje. A todos os Pais desejo um Feliz Dia do Pai!