Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Flores do campo

A beleza da simplicidade

05.07.21, Olga Cardoso Pinto
A flor de urze é pequena, linda nos seus cachinhos que se perfilam para adornarem os campos, o seu nome científico é a Calluna Vulgaris. Esta bela planta também é conhecida por torga e foi nela que o nosso grande Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia Rocha, se inspirou para lhe tomar o nome. “… eu sou quem sou. Torga é uma planta transmontana, com as raízes muito agarradas e duras, metidas entre as rochas. Assim como eu sou duro e tenho raízes em rochas duras e (...)

Simbolismos ilustrados

25.06.21, Olga Cardoso Pinto
A Roda da Vida Do nascimento à velhice, esta roda gira no sentido dos ponteiros do relógio, marcando as horas das mudanças da Vida, tal como as estações do ano. A metamorfose do Ser Humano acontece assim como numa borboleta. O percurso da vida humana desenrola-se como o processo da existência da açucena, símbolo da pureza e elegância, mas também da saudade. A Roda da Vida está ladeada por flores. À esquerda - a flor Cosmos em tons laranja significa, tal como o seu nome de (...)

Dia da Criança

01.06.21, Olga Cardoso Pinto
A criança que fui chora na estrada I A criança que fui chora na estrada. Deixei-a ali quando vim ser quem sou; Mas hoje, vendo que o que sou é nada, Quero ir buscar quem fui onde ficou. Ah, como hei-de encontrá-lo? Quem errou A vinda tem a regressão errada. Já não sei de onde vim nem onde estou. De o não saber, minha alma está parada. Se ao menos atingir neste lugar Um alto monte, de onde possa enfim O que esqueci, olhando-o, relembrar, Na ausência, ao menos, saberei de mim, E, (...)

Projetos

Ilustração

27.04.21, Olga Cardoso Pinto
Ilustrar: latim illustro, -are, alumiar, dar luz, tornar claro, tornar evidente, explicar, tornar brilhante. In Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Assim se alumiam as minhas ideias e inspirações para uma ilustração. A flor de cerejeira simboliza a efemeridade da vida, a feminilidade, a juventude e o amor puro. A borboleta azul toma por simbolismo a transformação, devido à sua metamorfose, associada às mudanças que vivemos ao longo da vida e as escolhas que nela fazemos.   (...)

Celebrando

Dia Mundial do Livro

23.04.21, Olga Cardoso Pinto
Eu do livro não me livro E nem quero me livrar Se do livro eu me livro Como livre vou ficar?   Silas Fonseca Que este dia seja muito bem passado na companhia de um bom livro Bjs  

Bordados de Amor

15.04.21, Olga Cardoso Pinto
  Tecedeira   Sinto a chuva no rosto Numa felicidade sem fim Rasgo penas de desgosto Voando procurando por mim   Lavo a alma atormentada Sem condição para a condenar Sinto-me na leveza enlevada Nesta vontade de criar   Bordo em fios bem delgados Teço destinos irreais Encontro mistérios guardados Envolvendo-me em bordados magistrais   Sei quem fui, o que sou Sem tormentas nem dor Sou aquela quem bordou Todos os versos de amor   Imagem: Lenço dos Namorados - Vila Verde  

O Livro e a Criança

02.04.21, Olga Cardoso Pinto
Hoje celebra-se o Dia Internacional do Livro Infantil, lembra-nos como é importante a leitura na infância. Ler para a criança que ainda não o sabe fazer abre-lhe horizontes imensos, ajuda à concentração e à imaginação, condições cruciais para se desenvolverem harmoniosamente. Depois da aprendizagem da leitura, a criança vai querer escolher os seus livros, aprendendo a apreciar os vários géneros. Quem gosta de ler na vida adulta foi uma criança motivada para literatura.  E (...)