Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Flor

22.01.24, Olga Cardoso Pinto
    "Pede-se a uma criança. Desenhe uma flor! Dá-se-lhe papel e lápis. A criança vai sentar-se no outro canto da sala onde não há mais ninguém. Passado algum tempo o papel está cheio de linhas. Umas numa direcção, outras noutras; umas mais carregadas, outras mais leves; umas mais fáceis, outras mais custosas. A criança quis tanta força em certas linhas que o papel quase que não resistiu. Outras eram tão delicadas que apenas o peso do lápis já era demais. Depois a (...)

Antiguidades

11.01.24, Olga Cardoso Pinto
A Porta Encerras segredos por revelar Austera e fria descuras o tempo Que por ti teima em passar Nada revelas, implacável guardião Somente o musgo, o desgaste de eras Que patina a pele e o teu coração Guardiã de mistérios por revelar Encerrada ao mundo que gira Que circunda o sol sem nunca abrandar Ali estás, robusta presença, impenetrável Adornada outrora de brilhante cor Jazes hirta, resiliente, inigualável Carente de afeto, atenção e amor.     Foto: porta de acesso à (...)

Segredos

20.11.23, Olga Cardoso Pinto
  "Glória ia sendo lentamente seduzida pela vida singela deste mundo rural. Durante o dia, aos poucos, ia esquecendo as lembranças que à noite teimava em guardar e a revisitar vezes sem conta, com o intuito de não as olvidar, arreliava-se até por esquecer um ou outro pormenor da antiga casa, da antiga rua e da escola. Contudo, nunca saíra das redondezas sozinha. Naquela manhã saiu decidida, depois de avisar o pai que ia num pequeno passeio. Não o confessava, mas o irmão era o (...)

Outonando por...

Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos

02.11.23, Olga Cardoso Pinto
Em pleno dia de outono agreste, as nuvens ameaçavam cair sobre nós, trazendo um quase dilúvio para a nossa caminhada. Um sol envergonhado até ia espreitando, tentando que o céu se descobrisse de azul... Lá fomos rompendo pela natureza, quase intocável, sempre banhada pela água que faz das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos uma zona muito especial. Declarada zona húmida de importância internacional, abrange várias freguesias do concelho de Ponte de Lima, é uma zona rural (...)

Atividades artísticas

31.10.23, Olga Cardoso Pinto
🎨 A exposição anual dos Sócios da Árvore - Cooperativa de Actividades Artísticas -  está aberta também aos sábados. Que tal dar uma voltinha pelo Mercado do Bom Sucesso, Porto, e visitar a Fundação Manuel António da Mota onde está patente uma bela e diversificada exposição artística que abrange a pintura, escultura, cerâmica, fotografia, artes decorativas. Encontra por lá a minha Nábia que lhe dará as boas vindas! Exposição patente até 29 de dezembro.      

O azevinho já frutificou

17.10.23, Olga Cardoso Pinto
    "Vou contar-vos uma estória sem tempo nem lugar. Perdeu-se no novelo dos séculos o pormenor que fazia dela uma estória pessoal. O tempo pode tudo e não pode nada. Pode curar e transformar, mas esquece e basta o sopro de novas vidas para que se perca o rasto poeirento das lembranças. Mas a natureza lembra, mesmo a mais ínfima lembrança deixa-a a vogar no cosmos… Tudo começou numa manhã de primavera. Estamos dentro de uma casa, antiga, arrumada. O sol entra pela janela da (...)

Convite

13.10.23, Olga Cardoso Pinto
  Bom dia! Hoje, pelas 15:30, gostaria de vos ver na inauguração de mais uma Exposição de Sócios da Cooperativa Árvore, se não em presença física, que o seja em chamada telefónica ou whatsapp. Estarei por lá e gostaria de vos mostrar em direto a minha obra "Nábia, de volta à água" e o espírito da exposição que este ano é especial, pois a Cooperativa cultural (...)

Gala dos Autores 2023

04.10.23, Olga Cardoso Pinto
  Sábado, 30 de setembro, celebrou-se a palavra escrita, os autores, a criatividade e os livros na Gala dos Autores 2023 da editora Cordel d´Prata. Foi um evento pautado pela alegria, pelas emoções e pelos sonhos realizados. Parabéns aos autores galardoados e à Cordel d'Prata por conceder tantos desejos e fazer-se magia na vida de tantos autores. Agradeço de coração a todos os leitores que votaram no Ministério das Criaturas Fantásticas (...)