Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Misty Fest

Lisa Gerrard e Jules Maxwell - “Noyalain (Burn)”

24.11.22, Olga Cardoso Pinto
A belíssima Sala Suggia da Casa da Música, no Porto, encheu-se para receber os sons, cor e imagem deste concerto inspirador, arrebatadoramente intenso para mim. As palavras ainda não existem para expressar o que senti. Na insuficiência delas, busco na minha mente e surgem estas: emotivo, sensorial, avassalador, MAGNÍFICO! Jules Maxwell e Lisa Gerard estão em Portugal a (...)

Simplicidades

22.11.22, Olga Cardoso Pinto
  No príncípio dos tempos eram as flores que embelezavam a terra, que perfumavam o ar e alegravam as simplicidades da vida no campo. Depois veio a modernidade e tudo mudou…   Foto: pormenor de um recanto em Óbidos.  

Escrever para crianças

18.11.22, Olga Cardoso Pinto
Esta fotografia, para mim, traduz o que é escrever para crianças. Como é gratificante ouvir as suas opiniões sobre a estória e as ilustrações, olhá-las nos olhos e ver o brilho do encantamento que cada palavra e personagem desencadeia nas suas emoções. Emocionei-me, confesso, pois é isto que me preenche, que me faz querer muito contar-lhes estórias de encantar, com desenhos bonitos que as inspire à leitura e ao desenho. Grata, Emanuel, pelas tuas palavras e apreciações. Fot (...)

Apresentação de O Ministério das Criaturas Fantásticas

Biblioteca Municipal da Maia 12.11.22

14.11.22, Olga Cardoso Pinto
  A sala do Café Concerto, da Biblioteca Municipal da Maia, foi pequena para receber tantos convidados que não quiserem perder a apresentação de O Ministério das Criaturas Fantásticas, na maravilhosa tarde ensolarada deste sábado, dia 12 de novembro. Não consigo descrever a felicidade que senti ao ver tantos amigos, familiares, conhecidos (e até (...)

Crónicas em Aguarela

07.11.22, Olga Cardoso Pinto
Registos em aguarela, mas também em textos e fotografias de locais por onde vagueia o corpo e o espírito. Santiago de Compostela Santiago de Compostela recebe-nos de braços abertos, num afago fraternal. Acolhe-nos em boas-vindas. O peregrino entra, assim, no acolhimento do Santo que o guiou até à Praça do Obradoiro, a antecâmara da catedral onde a oração, o recolhimento e talvez um círio aceso devotamente, receberá o agradecimento da boa chegada, em paz, e de espírito purificado. (...)

Quem me espera no caminho

04.11.22, Olga Cardoso Pinto
  Quem me espera no caminho Quem me aguarda ao partir Sou andorinha de atavio Com saudade a emergir Fui longe. Sou perto Num deambular cauteloso Por trilho de jeito incerto De cume alto e rochoso Chegar não é destino certo Partir não é futuro também Tão depressa estou perto Como longamente o caminho vem.    

Leituras inspiradoras

"Porque caminhas?" de Luís Ferreira

28.10.22, Olga Cardoso Pinto
  “Porque caminhas?” de Luís Ferreira   Um livro inspirador, lindo, sobre a condição humana, sobre as diferentes formas de ver a vida face às adversidades, o enfrentar a dor, o desapego e o culminar na transformação tão ansiada; é assim que eu o interpreto. “Porque caminhas?” é sobre o Caminho de Santiago, é sobre o caminhar na nossa vida. Escrito com o coração e alma de peregrino veterano, de quem faz o caminho com frequência habituado às variações do percurso, (...)

Outono ao entardecer

18.10.22, Olga Cardoso Pinto
NO ENTARDECER DA TERRA No entardecer da terra O sopro do longo Outono Amareleceu o chão. Um vago vento erra, Como um sonho mau num sono, Na lívida solidão. Soergue as folhas, e pousa As folhas, e volve, e revolve, E esvai-se inda outra vez. Mas a folha não repousa, E o vento lívido volve E expira na lividez. Eu já não sou quem era; O que eu sonhei, morri-o; E até do que hoje sou Amanhã direi, quem dera volver a sê-lo! ... Mais frio O vento vago voltou. Fernando Pessoa, in Poesias  

Um rio feito livro

08.10.22, Olga Cardoso Pinto
Foi uma alegria imensa estes momentos de ouvir e apreciar, em conversa leve, melodiosa e colorida com Mia Couto e Danuta Wojciechowska - O Rio Infinito, na Livraria de Santiago, Óbidos, no Fólio 2022. Foi um voltar a África em lembranças e sentimentos, motivados por uma lenda sul-africana que se fez estória infantil pela criatividade talentosa de Mia e pelas maravilhosas ilustrações da Danuta. Foi bom ver a livraria cheia, de crianças e muita emoção. Tudo o que um livro pode (...)