Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Um novo Ministério está a chegar

FLL - Convite para sessão de autógrafos

09.08.22, Olga Cardoso Pinto
  O caminho de uma aventura. Esta aventura foi elaborada ao longo de um ano de trabalho com muito empenho e satisfação, resultando neste livro infantil que é o menino dos meus olhos - O Ministério das Criaturas Fantásticas. Foi enorme o incentivo familiar, sem ele, certamente, o caminho seria mais penoso, por isso estou muito agradecida por todo o vosso amor e compreensão ao longo destes meses. Agradeço todo o apoio dado pela editora Cordel d’Prata que me desafiou a (...)

Meu querido mês de agosto

01.08.22, Olga Cardoso Pinto
Este mês de agosto será pródigo em novidades...das boas! Agosto é o mês por excelência para as férias de verão, e este verão está a ser muito quente, complicado para quem ainda trabalha. Nunca tinha tido um verão com tanto para fazer e planear, prova que a vida espera-nos com surpresas boas mesmo aos cinquenta, idade de que muitos dizem ser para pensar e planear as próximas décadas e no ripanço dos dias! Esta imagem que aqui vos revelo, não é em pixeis - parece, não é? - (...)

Um dia...

20.07.22, Olga Cardoso Pinto
"A mais feliz de todas as coisas é quando um velho amigo vem e saúda-nos como antigamente; o coração fica confortado com a certeza de que um dia tudo o que amámos ser-nos-á devolvido." Johanna Spyri, autora de Heidi (1881)   Foto: um belo final de tarde na Falésia, Algarve  

Fotos do meu álbum

07.07.22, Olga Cardoso Pinto
Um rio contou-me um segredo sobre a vida, o mundo, sobre o amor infinito. Confidenciou-me palavras de espanto e graça. Banhei-me nele, confiante que não esqueceria o meu caminho. Encontrei-te por lá, num sorriso contagiante, numa vontade de construir. Da vida fizemos jangada e partimos rio fora ao sabor do vento e das aves...   Foto: Rio Cávado, Quinta Lago dos Cisnes - Amares Para ouvir em jeito de dedicatória The Cranberries "You & Me"    

Fotos do meu álbum

29.06.22, Olga Cardoso Pinto
Uma fotografia é uma memória suspensa no tempo, num lugar que fez parte de um momento. Esta encerra boas memórias, embora não tendo conseguir captar a essência especial que aqui ainda perdura, traz-me à lembrança a tarde que variou de chuvosa a soalheira, o odor da terra quente beijada pela chuva, da vegetação tisnada pelo sol algarvio, a tepidez do mar e a sensação de paz e liberdade.    Praia da Cacela Velha setembro de 2021    

O tempo das cerejas

13.06.22, Olga Cardoso Pinto
E cá estamos novamente no tempo delas! No tempo das cerejas carnudas e doces que explodem na boca melhor que rebuçados. Estas são transmontanas e carinhosamente foram colhidas pelos meus sogros para serem desfrutadas uma a uma, fresquinhas, deliciosas e sumarentas, viciantes e retemperadoras para estes dias quentes de junho. Ao saboreá-las, fico grata à cerejeira que tão delicioso fruto nos dá e lembrei-me deste poema de Eugénio de Andrade, dedicado à cerejeira em flor que (...)

Persistência no retorno

03.06.22, Olga Cardoso Pinto
Se pudéssemos voltar ao que já foi, saltar do futuro para um passado esquecido Se pudéssemos voltar atrás, farias tudo de novo? Sonhos e projetos criados no éter da existência pura? Se pudéssemos voltar, voltarias? Num salto quântico de insanidade ou infantilidade? Se pudéssemos voltar voltarias nessa forma de corpo e alma, num despojamento sem fingimentos Voltarias a ser Tu? Se pudéssemos voltar  eu voltaria numa imperfeição para me talhares nas tuas mãos, retocares a minha (...)