Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Ser (ainda) Criança

04.06.24, Olga Cardoso Pinto
  Esta pequena estória, O Dinossauro Amarelo, já aqui foi partilhada, volto a ela pois é ainda atual pelo tema que aborda - a amizade e a cooperação entre amigos sem importar as diferenças. "Este primeiro conto infantil hoje partilhado, foi criado por mim há uns bons anos para entreter os meus filhotes, agora dedico-o a todas as crianças neste dia tão especial. Espero que gostem e partilhem. Deixem os vossos comentários, eu agradeço com o mesmo carinho com que partilho esta (...)

Desfiando desafios

22.05.24, Olga Cardoso Pinto
    Um livro, muitas estórias e uma capa. Este é o último livro do nosso querido amigo José da Xã a quem agradeço por, mais uma vez, ter confiado na minha criatividade para criar a roupagem envolvente dos seus contos maravilhosos. O título bem sugestivo - De(s)afiando Contos - traz-nos uma compilação de textos de excelente enredo, humor e humanidade em estórias rurais, quase tiradas a papel químico (...)

Dia Internacional do Livro Infantil

02.04.24, Olga Cardoso Pinto
Hoje celebra-se o Dia Internacional do Livro Infantil, a data escolhida por ser o dia de nascimento do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, em 1805. Como imagem escolhi o meu pequeno livro cheio de aventuras e desafios, escrito e ilustrado com muito carinho para todas as crianças que o possam apreciar. É uma aventura cheia de desafios, protagonizada por uma fada aprendiza e por um rapaz muito especial, unidos por uma ligação mágica entre dois mundos em perigo. O (...)

O azevinho já frutificou

17.10.23, Olga Cardoso Pinto
    "Vou contar-vos uma estória sem tempo nem lugar. Perdeu-se no novelo dos séculos o pormenor que fazia dela uma estória pessoal. O tempo pode tudo e não pode nada. Pode curar e transformar, mas esquece e basta o sopro de novas vidas para que se perca o rasto poeirento das lembranças. Mas a natureza lembra, mesmo a mais ínfima lembrança deixa-a a vogar no cosmos… Tudo começou numa manhã de primavera. Estamos dentro de uma casa, antiga, arrumada. O sol entra pela janela da (...)

Gala dos Autores 2023

04.10.23, Olga Cardoso Pinto
  Sábado, 30 de setembro, celebrou-se a palavra escrita, os autores, a criatividade e os livros na Gala dos Autores 2023 da editora Cordel d´Prata. Foi um evento pautado pela alegria, pelas emoções e pelos sonhos realizados. Parabéns aos autores galardoados e à Cordel d'Prata por conceder tantos desejos e fazer-se magia na vida de tantos autores. Agradeço de coração a todos os leitores que votaram no Ministério das Criaturas Fantásticas (...)

Mistérios...

03.08.23, Olga Cardoso Pinto
  O casal acercou-se da árvore. Encostaram o peito, o rosto e as mãos nuas ao áspero tronco, sentiram, então, um estremecer leve que foi ganhando cada vez mais força num rufar ritmado. O corpo quente da árvore vibrava em sintonia com o bater dos seus corações. António e Celeste entreolharam-se e deram as mãos continuando a envolver a aveleira. A passarada agitada esvoaçava e chilreava amiúde, fazendo as copas lá em cima restolharem como se fossem rajadas de vento. Um som (...)

Contar estórias a rimar

11.07.23, Olga Cardoso Pinto
  O Tubarão Martelo Um menino muito medroso, banho não queria tomar Sempre que no final do dia a mãe dizia: - Vamos para banheira e o sujinho lavar! O menino chorava, esperneava e gritava: - Nãooo! Banho não quero e banheira nem pensar! Mas o porquê deste berreiro, Deste medo irracional? Ficou o menino desordeiro Ou simplesmente emocional? - Um gluglu que não entendo Vem do ralo da banheira, Quando a água vai correndo Sumindo afoita e ligeira… - Pequenino e fofo meu Quanto (...)

Leituras mágicas em dias de Verão

06.07.23, Olga Cardoso Pinto
    "Então, a Bruxa Mestra que até aí estivera calada, observando a reunião, bateu palmas e apareceu uma mesa. Bateu novamente e, sobre a mesa, materializou-se uma diversidade de iguarias que iam desde os doces aos salgados - bolo de chocolate, panquecas de doce, pãezinhos com chouriço, bolas de Berlim, pasteis de nata, bolinhas de queijo, pipocas, frutas variadas e chocolate quente que fumegava de uma grande cafeteira. A mesa com o delicioso banquete desapareceu sob as (...)

XVII Feira do Livro da Maia

1 a 10 de julho

29.06.23, Olga Cardoso Pinto
  A Praça do Fórum da Maia engalanar-se-á para receber mais uma Feira do Livro, de um a dez de julho, celebrando a leitura e a literatura numa ambiente festivo onde não faltarão a música e muita animação. A organização da XVII Feira do Livro pela Câmara Municipal da Maia, através da sua Biblioteca Municipal, oferecerá uma vasta programação direcionada para todas as idades e públicos, repleta de atividades, workshops e apresentações. Ao longo de dez dias, as belas (...)