Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

O Tempo

17.01.24, Olga Cardoso Pinto
    O Tempo vai fluindo pelos caminhos do mundo, sem nunca retroceder, tal como o rio que não passa duas vezes no mesmo lugar. Na infância tudo é lento, sem o Tempo a cronometrar. Os verões são imensos em brincadeiras de dias ensolarados, longos como o fio do Tempo. As noites são preenchidas por sonhos coloridos de fantasia. Depois, o Tempo ganha asas na adolescência, tudo parece desenrolar-se sem o nosso controlo. O Tempo é pouco para tantos afazeres, tantas paixões, tanta (...)

Nós, Humanos

08.11.23, Olga Cardoso Pinto
🍃🍂 Todo o corpo humano é um mundo natural... Os nossos pulmões assemelham-se a árvores, o nosso cérebro parece-se com zonas rochosas desgastadas pelas águas, as nossas impressões digitais comparam-se com os anéis das árvores que registam a sua idade no interior do seu tronco, as palmas das nossas mãos colocadas ao lado de folhas de árvores, são semelhantes nos veios que as percorrem. O nosso sistema circulatório é quase como a imensidão de rios que correm para o mar. O (...)

Outonando por...

Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos

02.11.23, Olga Cardoso Pinto
Em pleno dia de outono agreste, as nuvens ameaçavam cair sobre nós, trazendo um quase dilúvio para a nossa caminhada. Um sol envergonhado até ia espreitando, tentando que o céu se descobrisse de azul... Lá fomos rompendo pela natureza, quase intocável, sempre banhada pela água que faz das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos uma zona muito especial. Declarada zona húmida de importância internacional, abrange várias freguesias do concelho de Ponte de Lima, é uma zona rural (...)

Viagens

16.03.23, Olga Cardoso Pinto
  Há locais que aguardam serem visitados independentemente da devoção. Atraem-nos, cativam-nos as sensações. Ficamos absortos naquele limbo que entremeia a realidade em que nos deslocamos e um espaço temporal em que os fios das épocas se tocam, fazendo tinir cada fibra do nosso corpo mortal. A luz que emana destes locais é inexplicável, coada pela neblina produzida pelas velas e incensos, convidam-nos a transpor uma das portas, seja ela do conhecimento, da descoberta ou da fé. (...)

Ano Novo

30.12.22, Olga Cardoso Pinto
Não esperemos que o novo ano traga mudanças, elas começam em nós.  Se desejamos Paz no mundo, que haja paz dentro de nós, na família, e com aqueles que nos rodeiam. Se desejamos Empatia e Compreensão na nossa sociedade, que elas existam primeiro nas nossas atitudes. Se queremos Prosperidade, empenhemo-nos para tal acontecer. Tenhamos vontade para melhorar o imperfeito e mudar o incorreto. Cada um pode ser o diferencial. Nunca pensemos que só um não tem importância, um e mais (...)

Leituras inspiradoras

"Porque caminhas?" de Luís Ferreira

28.10.22, Olga Cardoso Pinto
  “Porque caminhas?” de Luís Ferreira   Um livro inspirador, lindo, sobre a condição humana, sobre as diferentes formas de ver a vida face às adversidades, o enfrentar a dor, o desapego e o culminar na transformação tão ansiada; é assim que eu o interpreto. “Porque caminhas?” é sobre o Caminho de Santiago, é sobre o caminhar na nossa vida. Escrito com o coração e alma de peregrino veterano, de quem faz o caminho com frequência habituado às variações do percurso, (...)

Realidades

10.10.22, Olga Cardoso Pinto
Contemplar, gostar, observar, interiorizar, esboçar e pintar. São as fases da criação artística. A obra que nasce das mãos e cérebro de um artista pode ser a representação fiel ou não da realidade observada; poderá ser um misto da realidade contemplada com a interferência das minhas experiências e vivências, daí a riqueza de cada obra. Vários autores produzem obras díspares da mesma realidade. Não será assim também com todos os que não são artistas? A realidade pode (...)

Sobre escrever e ilustrar para a infância

29.09.22, Olga Cardoso Pinto
Um livro publicado não significa só o culminar de um sonho, o desfecho de um projeto. Publicar é a porta para se entrar noutra divisão, talvez noutro nível da construção que será a vida de um autor estreante nestas difíceis lides dos livros. Ter um livro infantil publicado é sem dúvida uma alegria imensa, pois é a concretização de um longo trabalho, de escrita, edição, ilustração; porém o outro maior desafio é faze-lo chegar às crianças, pelo menos esta é a minha (...)

As Feiras do Livro

07.09.22, Olga Cardoso Pinto
As duas maiores Feiras do Livro do país ainda decorrem e já por aí se leem muitos posts sobre este acontecimento. Quem, tal como eu, teve a oportunidade de visitar as duas - a da capital no bonito Parque Eduardo VII e a do Porto nos magníficos jardins do Palácio de Cristal - repara sem esforço na enorme multidão de visitantes e compradores que pululam nos stands, nas animações e eventos que vão decorrendo, nas sessões de autógrafos, nos lançamentos e mesmo nos "comes e bebes" (...)