Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Meu querido mês de agosto

01.08.22, Olga Cardoso Pinto
Este mês de agosto será pródigo em novidades...das boas! Agosto é o mês por excelência para as férias de verão, e este verão está a ser muito quente, complicado para quem ainda trabalha. Nunca tinha tido um verão com tanto para fazer e planear, prova que a vida espera-nos com surpresas boas mesmo aos cinquenta, idade de que muitos dizem ser para pensar e planear as próximas décadas e no ripanço dos dias! Esta imagem que aqui vos revelo, não é em pixeis - parece, não é? - (...)

Um dia...

20.07.22, Olga Cardoso Pinto
"A mais feliz de todas as coisas é quando um velho amigo vem e saúda-nos como antigamente; o coração fica confortado com a certeza de que um dia tudo o que amámos ser-nos-á devolvido." Johanna Spyri, autora de Heidi (1881)   Foto: um belo final de tarde na Falésia, Algarve  

Fotos do meu álbum

07.07.22, Olga Cardoso Pinto
Um rio contou-me um segredo sobre a vida, o mundo, sobre o amor infinito. Confidenciou-me palavras de espanto e graça. Banhei-me nele, confiante que não esqueceria o meu caminho. Encontrei-te por lá, num sorriso contagiante, numa vontade de construir. Da vida fizemos jangada e partimos rio fora ao sabor do vento e das aves...   Foto: Rio Cávado, Quinta Lago dos Cisnes - Amares Para ouvir em jeito de dedicatória The Cranberries "You & Me"    

Ilustrando sentimentos

18.05.22, Olga Cardoso Pinto
"Ave que poisas na minha Alma, canta-me melodias de Esperança" Pormenor da ilustração Esperança, em papel glicée, dimensões 1,50m x 1,00m   Ilustração concebida em 2021. Em 2022 faz ainda mais sentido a composição e o texto.   "Não esperes por uma crise para descobrir o que é importante na tua vida." Platão    

Simplicidades escondidas

06.04.22, Olga Cardoso Pinto
Uma pequena aldeia aninhada entre imponentes fragas, abeira-se discretamente sobre a cidade, mira-a do alto, plena de vistas soberbas para as serras, para os campos e para tanto céu! A subida é a custo, sob o sol quente de uma Primavera que surge tímida. Mas o caminho secreto, escondido daqueles que ali não pertencem, heis que subitamente se abre para nós. Uma rajada de vento desvia as sebes e o pequeno arvoredo que lhe esconde o acesso. Sentimo-nos os eleitos! Temos permissão para (...)

Inspiração

Flores especiais

04.04.22, Olga Cardoso Pinto
Os jarros dos campos já floriram. Ao longo dos caminhos húmidos e ensombrados, somos presenteados por estas singelas e belas flores - os jarros brancos. Pela sua cor e aparência são conotados com a paz e tranquilidade, com a pureza e iluminação espiritual. A sua graciosidade inspira artistas de todos os tempos, em especial as flores nascidas espontaneamente por tantos lugares deste mundo. Que os jarros nos inspirem e iluminem para dias de serenidade e paz duradoura.    

Pai para sempre

19.03.22, Olga Cardoso Pinto
  Um Homem chamado Pai, Antes de ser chamado pelo seu nome pela criança que, embora não seja do seu ventre, é do seu coração, uma parte do seu ser, do seu sangue, carne e espírito, o seu legado para o futuro, a vida intensa do presente. Um Homem chamado Pai, de nome José, Jorge, Miguel e muitos nomes que enchem de amor, alegrias e saudades de filhos e filhas.  Um Homem chamado Pai, Papá, Daddy, Père... em tantas línguas por todo o Mundo e até no Céu. Coldplay: Daddy  

O ponto de inflexão

11.03.22, Olga Cardoso Pinto
Há momentos da nossa vida em que somos forçados ou incentivados a mudar, por nossa vontade ou por vontade alheia. Existe sempre um ponto, neste percurso do nosso caminho, em que a alteração de comportamento, atitudes e ideias exigem que mudemos sob pena do percurso ser o errado. Em matemática este ponto chama-se Ponto de Inflexão. Assim como a matemática, a vida também tem o seu ponto de inflexão, o ponto da mudança, da melhoria, do retrocesso, do salto para a evolução ou o (...)

Filosofias...de vida

09.03.22, Olga Cardoso Pinto
"- Se tivesses de escolher entre o riso da criança e o cantar da ave, qual deles escolherias? - Ambos são uma consequência... - Pois são. Mas qual escolherias? - Os dois... - Porquê? - Escolheria ambos, porque são o futuro um do outro."   Imagem: iStock.com/Kangah  

Feliz Citação

07.03.22, Olga Cardoso Pinto
"A única revolução realmente digna de tal nome seria a revolução da paz, aquela que transformaria o homem treinado para a guerra em homem educado para a paz porque pela paz haveria sido educado. Essa, sim, seria a grande revolução mental, e portanto cultural, da Humanidade. Esse seria, finalmente, o tão falado homem novo." José Saramago