Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

A Cor da Escrita

Páginas onde a ilustração e o desenho mancham de cor as letras nascidas em prosa ou em verso!

Tempo de Natal

15.12.20, Olga Cardoso Pinto

tempo de natal.jpg

Ainda há tempo de Natal?
Este será um Natal sui generis para o nosso tempo, pois haverá famílias que não celebrarão a consoada e o dia de Natal à mesma mesa, no mesmo local. Será um Natal peculiar certamente. Mas quantos Natais diferentes tivemos nas nossas vidas? Eu tive alguns. Atormentados, sem alento, sem alegrias…sem espírito de Natal. Logo, este Natal para mim, para a minha família será um Natal de celebração da vida, da união da família, não poderemos estar todos reunidos sob o mesmo teto, contudo estaremos reunidos carinhosamente pelo amor que nos une. Valem-nos, neste tempo, as novas formas de comunicação, poderemos ver-nos e conversarmos em tempo real através do ecrã de um telemóvel ou computador. Haverá a alegria das muitas crianças que compõem a minha família, haverá risos, brincadeiras, conversas animadas e tilintar de copos e de loiça. Partilhar-se-á as várias mesas que se encherão com os pratos e os doces da época, as prendinhas que aguardam sob o pinheiro enfeitado. Haverá em cada casa o calor do bacalhau cozido e do polvo, das rabanadas e das filhoses, do bolo-rei e de tantos outros acepipes que colorirão de cheiro e de gosto o nosso Natal. Haverá beijos e felicidades enviadas por mensagens, por telefonemas e em abraços; sim abraços, pois tenho quem abraçar no meu lar.
Celebremos a vida porque ainda cá estamos, celebremos as memórias dos que já partiram. Assim honramos a nossa família e de todos aqueles de quem somos feitos.
Ainda há tempo de Natal!

 

 

22 comentários

Comentar post

Pág. 2/2